segunda-feira, 15 de abril de 2013

Deputados se reúnem para discutir soluções no combate à seca

 

deputados seca
Preocupados com os efeitos da estiagem prolongada no Rio Grande do Norte, membros das bancadas estadual e federal do estado se reuniram na segunda-feira (15), para discutir e apontar soluções para a seca, considerada uma das piores dos últimos 50 anos. A reunião convocada pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ricardo Motta, ocorreu a portas fechadas na Assembleia.

Para o deputado federal Felipe Maia, presente ao encontro, é necessário pensar em soluções para combater a seca. “Esta iniciativa do presidente da AL, Ricardo Motta, em reunir a bancada federal, os membros da Assembleia e os secretários de estado merece toda a nossa atenção, para juntos buscarmos a liberação de recursos para as obras que beneficiarão o homem do campo”, destacou o parlamentar.

Do encontro, ficou acertado que uma comissão composta por membros da bancada federal e estadual irá à sede do Banco do Nordeste (BNB) na próxima segunda-feira (22). O objetivo da audiência é expor o endividamento dos pequenos e médios produtores do estado, em decorrência dos prejuízos causados pela estiagem.

Na reunião também foram discutas as obras de recuperação de barragens e construção de adutoras que estão orçadas no valor de R$ 75 milhões e fazem parte do PAC Seca. No entanto, o recurso não foi liberado.

De acordo com Felipe Maia foram editadas seis medidas provisórias (MPs), em 2012 com a finalidade de amenizar os efeitos da seca no Nordeste. Dos R$ 3,1 bilhões a serem destinados para a região, somente R$ 1,6 bilhões foi pago e quase R$ 380 milhões foram perdidos por falta de execução. “Os recursos existem. O que precisamos é de planejamento para executar os recursos e fazer com que as obras saiam do papel e se tornem realidade”, comentou Maia.

Também participaram da audiência, o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, os deputados federais Betinho Rosado, Fátima Bezerra e Sandra Rosado, demais deputados estaduais e os secretários de estado da Agricultura, da Pecuária e da Pesca, José Teixeira e do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Leonardo Rêgo.

Nenhum comentário: